Casa > Universo > Por que o deísmo falha como um paradigma filosófico do universo

Por que o deísmo falha como um paradigma filosófico do universo

que crença os deístas têm sobre o universo
habboin 03/02/2022 Universo 888
Por que o deísmo falha como um paradigma filosófico do universo por Rich DeemIntrodução Deísmo Os deístas se orgulham de sua confiança no conhecimento e na lógica inerentes à sua visão de mundo. Embora esses...

Por que o deísmo falha como um paradigma filosófico do universo por Rich Deem

Introdução

Deísmo

Os deístas se orgulham de sua confiança no conhecimento e na lógica inerentes à sua visão de mundo. Embora essas coisas sejam boas, elas não respondem às grandes questões que não podem ser abordadas pela ciência. A suposição de que Deus age impessoalmente leva a concluir que o deus do deísmo deve ser um designer muito ruim ou terrivelmente cruel...

O deísmo é uma crença na existência de um Deus que não está pessoalmente envolvido no funcionamento do universo ou na vida das pessoas. De acordo com o deísmo, Deus criou um universo perfeito que não exigia sua intervenção pessoal. Como os deístas não acreditam que Deus interage com seu universo, eles acreditam que toda revelação religiosa é uma invenção das pessoas, sendo muitas delas falsas. Os deístas afirmam que a presença do mal é um argumento contra a existência do Deus pessoal do teísmo. O Deus do teísmo deveria ser amoroso e todo-poderoso, mas parece ser incapaz ou não querer prevenir a grande quantidade de mal e sofrimento no mundo. O deísta conclui que Deus não é todo-poderoso - Deus é incapaz de interagir com Sua criação, mas é limitado pelas leis da física. O teísta diz que Deus é todo-poderoso, mas escolhe limitar a extensão de Sua intervenção no funcionamento diário do universo. Qual paradigma faz mais sentido?

Deísmo baseado apenas na razão?

Os deístas tendem a se orgulhar de sua capacidade de raciocinar e afirmam que suas crenças são baseadas apenas nos fatos. No entanto, o princípio central do deísmo - que Deus não interage com sua criação - é uma suposição filosófica que não tem base nos fatos. De fato, a maioria dos cristãos testificará que Deus interage pessoalmente com eles por meio da oração. Embora seja teoricamente possível que milhões de cristãos estejam iludidos nessa crença, não parece provável.

A onipotência de Deus

O teísmo diz que Deus é onipotente.1 No entanto, onipotência não significa que Deus possa fazer qualquer coisa. Deus não pode fazer nada que seja logicamente impossível. Caso contrário, a lógica seria ilógica. Da mesma forma, Deus não pode fazer nada que contradiga Sua natureza.2 Se o fizesse, deixaria de ser Deus. Onipotência significa que Deus pode fazer qualquer coisa que Ele se propõe a fazer, e nada é impossível para Deus realizar o que Ele deseja fazer.3 Esta é a verdadeira definição de onipotência (veja Deus Pode Ser Verdadeiramente Onipotente? para mais informações). O teísmo diz que Deus não é limitado pelas leis da física, mas pode quebrar essas leis a qualquer momento. No entanto, o universo foi projetado para operar sem a intervenção contínua de Deus.4 Deus parece limitar Sua intervenção no universo aos milagres da criação e milagres que demonstram Seu poder e amor. Eu sou o destinatário de um dos milagres de cura de Deus, então eu sei que Deus está pessoalmente envolvido no universo.

Implicações para a ausência do mal

A presença do mal no universo serve a vários propósitos para nosso benefício e para cumprir os propósitos que Deus tem para o universo. Se você já viu os filmes Matrix, sabe que o primeiro programa de computador Matrix proporcionou às pessoas vidas perfeitas (sem problemas e sem maldade). Foi um grande fracasso, pois as pessoas ligadas ao programa não conseguiam aceitá-lo como real (mesmo aqueles que nasceram no sistema). Se você pensar profundamente sobre a ideia, perceberá que é verdade. Se tudo fosse perfeito, as pessoas teriam que ser eternas, pois não poderia haver morte. No entanto, de onde viriam as pessoas? Você não poderia ter casamento e reprodução, pois isso logo resultaria em superlotação. Um número limitado de pessoas teria que ser criado adulto e sem a capacidade de se reproduzir. Eles não teriam capacidade de ajudar mais ninguém, já que ninguém precisaria de ajuda. Isso levaria ao egoísmo e ao egocentrismo. Quão bom seria um universo?

Deus deísta é estúpido e/ou cruel

De acordo com o deísmo, Deus é restringido pelas leis do universo. Então, é preciso perguntar como essas leis chegaram lá? Se Deus criou o universo (um princípio central do deísmo), então Ele criou as leis pelas quais o universo opera. Se Deus criou as leis, por que não pôde suspendê-las? Por que Deus criaria um universo no qual Ele pessoalmente não pudesse participar? Talvez o deus do deísmo fosse estúpido demais para criar um universo no qual pudesse interagir pessoalmente. Alternativamente, talvez o deus do deísmo tenha criado um universo apenas para observar o "peixe" no "aquário", o que parece muito mais cruel do que o Deus do teísmo, que tem um propósito para o mal. Assim, o deus do deísmo é estúpido ou cruel ou ambos. Tal deus parece desnecessário no esquema geral do universo.

O propósito do universo de acordo com o deísmo

O propósito da existência do universo é a queda final do deísmo. Se Deus não está no controle, o universo não tem propósito e Deus criou o universo para nenhum propósito particular além de ver seus habitantes sofrerem. Fica pior. Pelo que sabemos agora, dentro de algumas centenas de milhões a alguns bilhões de anos, a Terra estará muito quente por causa do Sol em expansão para suportar qualquer vida. Tudo vai morrer. É possível que alguns dos habitantes da Terra escapem para outros sistemas, mas isso seria apenas uma solução temporária. Todos os outros sistemas estelares habitáveis ​​devem ter sóis de tamanho muito próximo ao nosso. Estrelas maiores queimam muito rápido e erraticamente e acabam se tornando novas no início de sua história. Estrelas menores exigem que seus planetas habitáveis ​​estejam muito próximos (para manter a temperatura) e, assim, tornam-se gravitacionalmente bloqueados (dia solar = ano solar, resultando em longos períodos de calor ou frio extremos). Assim, todos os sistemas habitáveis ​​serão limitados pelo tempo de vida de sua estrela - alguns bilhões de anos. As coisas realmente ficam muito piores a longo prazo. O universo está acelerando em sua expansão. Em algumas centenas de bilhões de anos, a expansão será tão rápida que as galáxias não poderão existir. Eventualmente, toda a matéria será dilacerada e o universo se tornará completamente frio e morto. Tanto para o deus "amoroso" do deísmo e seu projeto final para o universo "perfeito".

O propósito do universo de acordo com o teísmo

O Deus do teísmo criou o universo como uma morada temporária para criaturas espirituais. Especificamente, a Bíblia diz que Deus destruirá o universo atual5 e criará um novo universo eterno6 assim que o propósito do universo atual estiver concluído. A descrição bíblica do universo como uma criação temporária corresponde à evidência científica.7 A Bíblia diz que Deus criou o universo como um lugar onde os seres espirituais (humanos e anjos) podem escolher estar do lado de Deus ou contra Ele.8 Quase parece que um acéfalo, mas a maioria das pessoas prefere fazer suas próprias coisas em vez de se submeter a Deus. Se as pessoas foram criadas para fazer uma escolha, elas precisam de pelo menos duas coisas para poder escolher. Daí a existência do mal. Sem o mal, seríamos incapazes de escolher fazer o bem. Isso parece um conceito simples, mas as pessoas tendem a perder esse simples fato lógico. Assim, o propósito mais importante do universo é ser um lugar no qual as criaturas espirituais podem fazer a escolha de amar ou rejeitar a Deus. Aqueles que escolhem Deus são encorajados a fazer boas obras9 para ajudar outras pessoas a fazerem a mesma escolha.10 Assim, o mal é combatido por aqueles que amam a Deus. O exercício de se opor ao mal e fazer o bem produz perseverança11 e aperfeiçoa nossa fé12 para aqueles que confiam em Deus. Se não existisse o mal, o universo não teria propósito, a escolha não seria possível e as boas ações não seriam possíveis (veja o problema Matrix acima). Em última análise, aqueles que escolhem Deus em vez do mal entram em uma criação perfeita na qual o mal e o sofrimento não existem, com Deus e outras pessoas de mentalidade semelhante.

Conclusão

O deísmo propõe que Deus é um designer tão bom que Ele não precisa interagir com Sua criação. No entanto, como a criação "perfeita", o propósito do universo parece ilusório para aqueles que acreditam no deísmo. A presença do mal não parece fazer deste universo a criação idealmente projetada para a humanidade viver. Então, por que Deus criou o universo e se retirou para ver os humanos sofrerem e morrerem sem a ajuda Dele? Essas razões são a queda do paradigma deísta. Sob o deísmo, o propósito do universo é ilusório na melhor das hipóteses, e absolutamente cruel na pior. Em contraste, o teísmo postula que o mal é necessário para que os seres humanos possam fazer uma escolha entre o bem e o mal. Em contraste com o deísmo, onde Deus abandona os humanos, o teísmo diz que Deus promete estar conosco em nossas provações13 para nos guiar e moldar para responder como Ele faria para que possamos nos conformar à Sua imagem.14

Referências

Agora, quando Abrão tinha noventa e nove anos, o Senhor apareceu a Abrão e disse-lhe: "Eu sou o Deus Todo-Poderoso; anda diante de mim, e irrepreensível. (Gênesis 17:1)" Deus não é homem, para que minta, Nem filho de homem, para que se arrependa; Ele disse e não o fará? Ou Ele falou, e Ele não vai torná-lo bom? (Números 23:19) "Também a Glória de Israel não mentirá nem mudará de idéia; porque ele não é homem para mudar de idéia." (1 Samuel 15:29) "Bendito seja o Senhor, que deu descanso ao seu povo Israel, conforme tudo o que prometeu; nenhuma palavra falhou de toda a sua boa promessa, que ele prometeu por meio de seu servo Moisés. (1 Samuel 15:29)" Reis 8:56) Nenhuma das boas promessas que o Senhor fizera à casa de Israel falhou; todas se cumpriram (Josué 21:45) na esperança da vida eterna, a qual Deus, que não pode mentir, prometeu por muito tempo séculos atrás (Tito 1:2) para que, por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, nós, que nos refugiamos, tenhamos forte ânimo para nos apegar à esperança proposta (Hebreus 6:18). Então o Senhor disse a Abraão: "Por que Sara riu e disse: 'Eu realmente terei um filho, agora que sou velha?' Alguma coisa é difícil demais para o SENHOR? Eu voltarei para você no ano que vem no tempo determinado e Sara terá um filho." (Gênesis 18:13) Então Jó respondeu ao Senhor e disse: "Eu sei que você pode fazer todas as coisas, e que nenhum propósito seu pode ser frustrado. (Jó 42:1-2) 'Ah Senhor DEUS! Eis que fizeste os céus e a terra com o Teu grande poder e com o Teu braço estendido! Nada é muito difícil para você, (Jeremias 32:17) Jesus olhou para eles e disse: "Para o homem isso é impossível, mas para Deus todas as coisas são possíveis." (Mateus 19:26) Até mesmo Isabel, sua parente, vai ter um filho na velhice, e aquela que se dizia estéril está no sexto mês. Pois nada é impossível para Deus." (Lucas 1:36) Deus liga os decretos ordenados do funcionamento do universo às Suas promessas a Israel: Assim diz o Senhor, aquele que faz o sol brilhar de dia, que decreta a lua e as estrelas para brilhar à noite, que agita o mar de modo que suas ondas bramem - o Senhor dos Exércitos é o seu nome. "Somente se esses decretos desaparecerem da minha vista", declara o Senhor, "os descendentes de Israel nunca deixe de ser uma nação diante de mim." (Jeremias 31:35-36) Mas os céus e a terra atuais, por sua palavra, estão sendo reservados para o fogo, guardados para o dia do julgamento e destruição dos homens ímpios. (2 Pedro 3:7) ) Mas o dia do Senhor virá como um ladrão, no qual os céus passarão com estrondo e os elementos serão destruídos com intenso calor, e a terra e suas obras serão queimadas (2 Pedro 3:10) esperando e apressando a vinda do dia de Deus, por causa do qual os céus serão destruídos pelo fogo, e os elementos se derreterão dentro calor! (2 Pedro 3:12) "Pois em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem a menor letra ou traço passará da lei, até que tudo seja cumprido." (Mateus 5:18) "O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão." (Marcos 13:31) "O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão." (Lucas 21:33) E a Sua voz abalou a terra então, mas agora Ele prometeu, dizendo: MAIS UMA VEZ ABALAREI NÃO SOMENTE A TERRA, MAS TAMBÉM O CÉU. E esta expressão "mais uma vez" denota a remoção daquelas coisas que podem ser abaladas, como das coisas criadas, para que aquelas que não podem ser abaladas possam permanecer. (Hebreus 12:26-27) "Eis que criarei novos céus e uma nova terra. As coisas passadas não serão lembradas, nem mais se lembrarão. (Isaías 65:17)" Como os novos céus e a nova terra que eu faço perdurará diante de mim", declara o Senhor, "assim o teu nome e a tua descendência perdurarão. (Isaías 66:22) Mas, segundo a sua promessa, esperamos novos céus e nova terra, nos quais habita a justiça. (2 Pedro 3:13) Então vi um novo céu e uma nova terra, porque o primeiro céu e a primeira terra passaram, e já não havia mar. (Apocalipse 21:1) Ele enxugará de seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem pranto, nem pranto, nem dor, pois a velha ordem das coisas já passou." (Apocalipse 21:4) A 2ª lei da termodinâmica mostra claramente que o universo foi projetado para ser temporário. De acordo com as evidências mais recentes, não há matéria suficiente no universo para causar a contração. Portanto, o universo continuará a se expandir indefinidamente e todas as estrelas acabarão se extinguindo e a vida não seria possível por todo o resto da história do universo. Mesmo que houvesse matéria suficiente para causar o eventual colapso do universo, tal colapso resultaria no "Big Crunch" - o estado em que toda a massa seria concentrada em uma bolha gigante para todo o resto da história do universo (novamente a vida seria impossível)." Eu chamo o céu e a terra para testemunhar contra você hoje, que eu coloquei diante de você a vida e a morte, a bênção e a maldição. Escolhe, pois, a vida para que vivas, tu e tua descendência, (Deuteronômio 30:19) "E, se vos parece desagradável servir ao Senhor, escolhei hoje a quem servireis: se os deuses a que serviram vossos pais, que foram além do rio, ou os deuses dos amorreus, em cuja terra vocês moram; mas eu e minha casa serviremos ao SENHOR”. (Josué 24:15) Quem é o homem que teme ao Senhor? Ele o instruirá no caminho que ele deve escolher. (Salmo 25:12) Porque aborreceram o conhecimento, e não escolheram o temor do Senhor. (Provérbios 1:29) Não invejem o homem violento, nem escolham nenhum dos seus caminhos. (Provérbios 3:31) "Ele comerá coalhada e mel no tempo em que souber rejeitar o mal e escolher o bem. (Isaías 7:15) Pois assim diz o Senhor: Aos eunucos que guardam os meus sábados, e escolham o que me agrada, E retêm minha aliança, (Isaías 56:4) Eu os destinarei à espada, e todos vocês se curvarão à matança. Porque eu liguei, mas você não atendeu; Eu falei, mas você não ouviu. E fizestes mal aos meus olhos, e escolhestes o que não me agradava." (Isaías 65:12) Assim, escolherei os seus castigos, e trarei sobre eles o que temem, porque chamei, mas ninguém respondeu; falaram, mas não ouviram. E fizeram o mal aos meus olhos, e escolheram o que não me agradava. (Isaías 66:4) Jesus respondeu e disse-lhe: "Em verdade, em verdade te digo que quem não nascer de novo não pode ver o reino de Deus." (João 3:3) "Quem nele crê não é julgado; quem não crê já está julgado, porque não crê no nome do Filho unigênito de Deus. (João 3:18) O ímpio ganha o engano o salário, mas o que semeia a justiça recebe verdadeiro galardão. (Provérbios 11:18) Eis que o Senhor Deus virá com poder, com o seu braço dominando por ele. Eis que com ele está o seu galardão e a sua recompensa diante dele. (Isaías 40:10) "Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. (Mateus 5:10) "Qualquer, pois, que anular um destes menores mandamentos, e ensinar outros a fazer o mesmo, será chamado o menor no reino dos céus; mas aquele que os guardar e ensinar, será chamado grande no reino dos céus. (Mateus 5:19) "Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e roubam. Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem corroem, e onde os ladrões não arrombam nem roubam" (Mateus 6:19-20) "Quem recebe um profeta na qualidade de profeta, receberá o nome de profeta. recompensa; e quem recebe um justo na qualidade de justo, receberá galardão de justo. (Mateus 10:41) "E qualquer que em nome de um discípulo der a um destes pequeninos um copo de água fria para beber, em verdade vos digo que não perderá o seu galardão." (Mateus 10:42) "Amai, porém, os vossos inimigos, fazei o bem e emprestai, sem esperar nada em troca; e grande será o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele mesmo é benigno para com os ingratos e maus. (Lucas 6:35) sabendo que do Senhor recebereis o galardão da herança. É ao Senhor Cristo a quem serviis (Colossenses 3:24) E sem fé é impossível agradar-lhe, pois aquele que vem a Deus deve crer que Ele existe e que Ele é galardoador dos que O buscam. (Hebreus 11:6) "E as nações se enfureceram, e veio a tua ira, e chegou o tempo de os mortos serem julgados, e tempo de recompensar os teus servos, os profetas e os santos, e os que temem o teu nome, pequenos e grandes, e destruir os que destroem a terra." (Apocalipse 11:18) "Eis que venho sem demora, e o meu galardão está comigo, para retribuir a cada um segundo as suas obras. (Apocalipse 22:12) "Assim brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus. (Mateus 5:16) Porque somos feitura dele, criados em Cristo Jesus. para as boas obras, as quais Deus preparou de antemão para que andássemos nelas (Efésios 2:10) Ensina aos ricos do presente século que não sejam vaidosos, nem depositem a sua esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que nos dá ricamente todas as coisas para nosso gozo, instrui-os a fazer o bem, a serem ricos em boas obras, a serem generosos e prontos a repartir, acumulando para si mesmos o tesouro de um bom fundamento para o futuro, para que possam tomar Apegue-se ao que é a verdadeira vida (1 Timóteo 6:17-19) Meus irmãos, considerem puro gozo, sempre que passarem por provações de vários tipos, porque vocês sabem que a prova da sua fé desenvolve a perseverança. para que você seja maduro e completo, não lhe falte nada (Tiago 1:2-4) Nisto você se regozija muito e, embora agora por um tempo você possa ter sofrido sofrimento em todos os tipos de provações. Estes vieram para que a vossa fé - de maior valor do que o ouro, que perece ainda que refinado pelo fogo - seja provada genuína e resulte em louvor, glória e honra quando Jesus Cristo for revelado. (1 Pedro 1:6-7) E, aproximando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a observar tudo o que vos ordenei; e eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos." (Mateus 28:18-20) Certifique-se de que seu caráter esteja livre do amor ao dinheiro, contentando-se com o que você tem; pois ele mesmo disse: "NUNCA vos abandonarei, NEM jamais vos desampararei" (Hebreus 13:5) "Não vos deixarei órfãos; Eu virei para você. (João 14:18) Pois aqueles que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, para que ele seja o primogênito entre muitos irmãos; (Romanos 8:29) E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. (Romanos 12:2)

http://www.godandscience.org/apologetics/deism.htmlÚltima atualização em 28 de janeiro de 2014